Passaporte Sanitário - é grave ao mexer com direitos básicos do cidadão!

É o fim da liberdade de ir e vir com o “passaporte sanitário”? O que diz o projeto que avança no Congresso.

Passaporte  Sanitário  -  é grave ao mexer com direitos básicos do cidadão!

 

 

Águas de Lindóia , 12 de junho de 2021
É o fim da liberdade de ir e vir com o “passaporte sanitário”? O que diz o projeto que avança no Congresso
Certificado de Imunização e Segurança Sanitária (CSS) é uma espécie de “passaporte sanitário”

Nenhum imunizante experimental lhe garante imunidade , faça o teste de imunidade através de amostra de sangue , em torno de quatro a cinco meses depois que tomar a vacina e saberá da verdade .

No Brasil e no mundo milhares perderam suas vidas por efeitos colaterais da vacina - no Brasil, essa informação é escondida da população .

Entenda melhor este conteúdo desse tal passaporte Sanitário :

O Senado aprovou, em 10 de junho, o projeto de lei que institui o Certificado de Imunização e Segurança Sanitária (CSS) – uma espécie de “passaporte sanitário” ou "passaporte da vacina" que, na prática, permitirá a circulação exclusivamente de pessoas imunizadas ou que testaram negativo para Covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas em ambientes públicos ou privados que implementem restrições de acesso durante a pandemia. E proíbe as demais pessoas o acesso a esses ambientes , pisando na Constituição, do seu direito de ir e vir , dos seus direitos individuais, usando mais uma vez , a luz da lei contra a população - que ainda tem dúvidas da eficácia e segurança das tais vacinas experimentais .

Para aqueles que não sabem , os decretos , as paralizações , a pressão psicológica e física contra os cidadãos iniciou-se desde início de março de 2020 , quando o Embaixador Chinês , fez uma visita a vários Políticos e autoridades no Brasil . ( Coisa nunca vista antes no país )

A proposta, de autoria do senador Carlos Portinho (PL-RJ), com texto substitutivo elaborado pelo senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), foi aprovada por 72 votos favoráveis e nenhum contrário; oito parlamentares não participaram da sessão. O texto segue para votação na Câmara dos Deputados. Uma criação contra a população deve ser encarada pelas pessoas de bem , cujo sabemos que o Covid19 , tem seus indícios de que seja uma grande fraude , por decretos criados para aumentar a quantidade de contaminados no mundo. Na minha opinião, respeitando a proposta dos Senadores acima supracitados , não concordo . E penso que todo projeto , propostas que são contra a população , nós brasileiros deveríamos nos unir , não votando mais nesses políticos que são contra o povo .
“Passaportes vacinais” ferem direitos individuais e não garante nenhuma proteção coletiva, como alguns defendem para justificar a ditadura imposta no Brasil e também no mundo.
Vacinação x liberdade individual:
Não sou contra a vacina, no entanto, sendo experimental, traz grandes dúvidas em todos aspectos .
O que diz o projeto de lei que institui o Certificado Sanitário
De acordo com o autor da proposta, o CSS será implementado por meio de uma plataforma digital disponibilizada sem custos para residentes no Brasil e permitirá a emissão de quatro documentos:
Certificado de Nacional de Vacinação (CNV): documento padrão já existente que comprova a vacinação contra diversas doenças e é necessário para a entrada em alguns países.
Certificado de Vacinação Internacional e Testagem (CVIT): documento que comprova que a pessoa recebeu as vacinas exigidas para o embarque em destinos que as exigirem.
Certificado de Testagem (CT): declaração que atesta que o cidadão realizou recentemente um teste para detecção de doença infectocontagiosa causadora de surto ou pandemia.
Certificado de Recuperação de Doença Infectocontagiosa (CRDI): registro que informa que seu titular se recuperou de uma doença infectocontagiosa.
Vejam que eles se unem , quando é para votar algo contra a população brasileira .
Nos projetos da Educação, Saúde, Segurança Pública, combate a pobreza , leis severas contra o crime organizado, contra corrupção , contra os privilégios de Políticos e autoridades, de oportunidades de emprego , do aumento de salário para policiais , dos médicos, enfermeiros , sobre proteção do meio ambiente e outras classes - não aparece um projeto que seja aprovado ? - Por que será ?
Voltando ao assunto...
Caso esse projeto de lei seja aprovado também na Câmara dos Deputados e depois sancionado por Jair Bolsonaro, o “passaporte sanitário” será utilizado para autorizar a entrada em locais e eventos públicos, o uso de meios de transporte coletivos, o ingresso em comércios, hotéis, parques, reservas naturais, entre outros. De acordo com o autor da proposta, a medida será utilizada também para que estados e municípios suspendam ou abrandem restrições de circulação de pessoas ou acesso a locais públicos e privados em decorrência da pandemia da Covid-19.
Ou seja, uma grande ditadura - querem obriga-lo a ser um cidadão obediente através da dominação !

E para isso , prometem a garantia não somente o direito de circulação da população, mas também a diminuição dos efeitos nocivos do isolamento social prolongado, bem como a manutenção das atividades econômicas que não puderam se adaptar a sistemas remotos de oferta de serviços e produtos”, cita um dos senadores Carlos Portinho na justificativa do projeto.

Se tivéssemos educação de saúde correta , não precisaríamos de lockdown ( fechamento ou restrições ) e muito menos usar máscara ,que também o uso contínuo é desaconselhado por muitos especialistas em saúde .
Veja como exemplo , o centro de São Paulo, que restringiu através de medidas severas uma parte da população, enquanto, metrô, estação de trem e de ônibus ,funcionou normalmente e sempre lotada de gente . Oportunizando , parcialmente, a quebradeira de muitas empresas , aumentando assustadoramente , o número de desempregados .

E é o local que também matou mais pessoas ,vítimas do coronavirus ( ou de doenças diversas que foram atribuídas indevidamente ao Covid19) .
Atualmente, temos um pouco mais de 19 milhões de pessoas já se recuperam da doença no país e o número de casos ativos são pequenos . Esses dados evidenciam que a imensa maioria da população brasileira não se encontra infectada com o coronavírus, estando em plenas condições de retomarem suas atividades normais.
Segundo o texto aprovado, os estabelecimentos que desejarem impor restrição de acesso a pessoas que não tiverem o CSS deverão apresentar na entrada do local a seguinte informação: O ingresso neste local está condicionado à apresentação do Certificado de Imunização e Segurança Sanitária (PSS)”; os estabelecimentos ficarão responsáveis pelo controle dos acessos.

O texto acima citado pelo projeto é uma das maiores barbarias praticadas no mundo todo por imposição e pressão internacional aqui no Brasil .
Até parece , indícios de que a vacina se tornou um grande negócio .
Medida é vista com cautela por juristas

A criação de um documento capaz de proibir a circulação, em determinados locais, da parcela da população que não foi vacinada contra a Covid-19 é alvo de ressalvas por parte de analistas .

A implementação da medida fora de um contexto concreto de restrição dos direitos fundamentais, como é o caso do estado de sítio, é abusiva. “Se determinar que um espaço público está fechado por questão sanitária e, com isso, não será permitido o acesso a ninguém, tudo bem. Mas conceder acesso apenas a quem tomou as duas doses das vacinas é discriminatório e é pressionar o individuo a ter que usar algo experimental , onde não tem nenhuma garantia de eficácia e principalmente , a segurança - devemos ressaltar , que tem acontecido milhares de mortes com efeitos colaterais , e ignorado por autoridades e políticos brasileiros - fica aqui a pergunta, quem será o responsável pelos efeitos colaterais ? Quem vai responder criminalmente ou pagar os custos de um cidadão /cidadã que for afetado por essa vacina ? ”, cita Jucelino Luz

Tem alguns ainda que dizem que os efeitos colaterais são raros, no entanto, matam e deixam pessoas com problemas graves de saúde ! Talvez, seja porque não atingiu um membro da famílias deles . ou fica aqui uma dúvida , será que pra eles as vacinas , são diferentes ?
Pouco a pouco será confirmando os presságios de 2018 e 2019 de Jucelino Luz , quanto aos efeitos terríveis (perigosos ) e a ineficácia das vacinas experimentais ,,, Assim, comprovando o crime contra a humanidade – quem será julgado por isso ?

Ele explica que a finalidade da medida não é assim tão positiva, uma vez que busca somente evitar contaminações ( que é justo , mas existe outros meios ) , também não cobrando dos laboratórios tais responsabilidades - Ainda mais , a forma como está sendo conduzida é inconstitucional, já que restringe o direito de ir e vir de parte da população. “A Constituição Federal, quando aborda esse direito, não cita esse tipo de restrição como possível. A tentativa de redução de risco é louvável, mas o método é juridicamente inapropriado”, declara Jucelino Luz
Jucelino Luz ,ressalta que a medida se torna mais abusiva na proporção em que o Estado ainda não foi capaz de disponibilizar a vacinação segura e eficaz a toda a população( que está com medo e pavor , usando-os supostamente como cobaias) . Uma coisa é determinar que para entrar em uma repartição pública é preciso usar máscara. Tudo bem, porque é uma medida acessível. Agora, se determinar que só é permitida a entrada de quem for vacinado, então o Estado precisa colocar vacina seguras ,eficaz , na entrada de todos os locais públicos, para que pessoa possa optar por tomar”, ressalta . Se no mundo ainda não temos garantias sólidas da eficácia e segurança da vacina, fica então a controvérsia de querer exigir sob pena de restringir a entrada daqueles que não tomaram , por sua vez, não terão o pleno direito de ir e vir. É correto isso?”, questiona.

Uma vez que reduziria medidas excessivamente restritivas determinadas pelo poder público e daria mais liberdade aos cidadãos para agirem livremente no contexto econômico e social. Ele ressalta, contudo, que como as vacinas contra a Covid-19 foram desenvolvidas em caráter emergencial, não é possível equipará-la às demais vacinas obrigatórias no Brasil, que possuem histórico de vários anos de acompanhamento, o que permite mensurar aspectos como a efetividade do imunizante, bem como seus efeitos adversos e contraindicações.

A medida acaba por obrigar o cidadão a ser imunizado, e o caráter obrigatório da vacinação em si de fato existe, mas isso se refere às vacinas com anos de acompanhamento. Como a vacina contra a Covid-19 tem esse caráter emergencial, obrigar a população a ser imunizada retira o intento positivo da proposição”, diz Jucelino Luz

Quanto aos cidadãos que optarem por não serem imunizados contra a Covid-19, explico que, em caso de aprovação do projeto de lei, eles precisarão acionar a Justiça para garantir o direito à livre circulação. Que pelo menos aqui no Brasil, num momento tumultuado e com tantas injustiças jurídicas , o cidadão pode perder tempo ao exigir seus direitos legais . Ou seja, quem optar por não tomar terá que pedir alguma medida judicial, uma espécie de ‘habeas corpus sanitário’ que garanta seu direito de ir e vir sem tomar a vacina , afirma.

Explica ainda que, de acordo com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de dezembro de 2020, que definiu que estados e municípios podem determinar que a vacinação seja obrigatória, um dos requisitos apontados pela Corte foi que os imunizantes tivessem “ampla informação sobre a eficácia, segurança e contraindicações”. No momento , não temos isso, em nenhum dos imunizantes , além disso, somente isso, não garante a tranquilidade das pessoas que não confiam , e não acreditam nessas vacinações . Ainda aponto que, devido ao caráter emergencial das vacinas contra a Covid-19, não estão sendo observados esses requisitos no projeto de lei em questão. A medida, segundo minhas pesquisas , indiretamente estaria “obrigando” os cidadãos a receberem a imunização, mesmo que sem os requisitos determinados pelo STF, para não perderem direitos fundamentais.

Pode haver medidas de controle sanitário, mas para esse tipo de determinação é preciso que haja provas mais amplas a respeito da segurança e eficácia das vacinas”, afirma Jucelino Luz . Alguns dos imunizantes contra a Covid-19 têm apresentado – uma boa parte deles , não a ponto de que não possa se vacinar – reações adversas o que fez que alguns países desautorizarem sua aplicação a determinadas idades e grupo .

Para , Jucelino Luz , a instituição do “passaporte sanitário” – especialmente quando não se estabelece um prazo predeterminado para sua vigência – é grave ao mexer com direitos básicos do cidadão. O texto basicamente diz que a liberdade deixou de ser regra e passou a ser uma concessão do Estado. Isso é perigoso, pois na medida em que se institui essa lógica de que a liberdade é uma concessão do Estado, futuramente, podem ser colocadas novas exigências para manter a permissão do direito à locomoção .

Penso que é uma ditadura ( dominação) , ou seja, uma violência contra o povo.
Senadores dizem que “passaporte sanitário” brasileiro é semelhante a iniciativas de países europeus - penso que não devemos ficar copiando ninguém .
De acordo com o senador Veneziano Vital do Rêgo, o CSS é inspirado em proposta similar da União Europeia (UE), que instituiu o Certificado Verde Digital no âmbito do território europeu, com o objetivo de unificar as regras adotadas por diversos países para conciliar o combate à pandemia com o direito à livre circulação dos cidadãos. Indícios de que seja , uma grande desculpa para poder dominar as pessoas e perpetuar em seus cargos

O que está se fazendo no Brasil com essa ideia de restringir acessos, especialmente quando se fala em espaços públicos, é outra coisa. Pegaram a ideia original e fizeram uma analogia equivocada , e cheio de interesses singulares , afirma Jucelino Luz
Texto sobre "passaporte sanitário" segue à Câmara; Bolsonaro diz que vetará - assim , o povo brasileiro , que votaram nele , esperam também essa atitude de vetar ,esse projeto ditatorial e de dominação por parte de alguns políticos e autoridades que querem e reproduzem projetos contra os anseios do povo.

Após a aprovação no Senado, o texto sobre o "passaporte sanitário" será agora avaliado na Câmara dos Deputados e, caso aprovado, será submetida à sanção ou veto presidencial, no entanto, Jair Bolsonaro disse a apoiadores que vetará o "passaporte sanitário" caso seja aprovado pelos deputados. Se isso ocorrer, o Congresso ainda poderá derrubar o veto do presidente e agirão , mais uma vez contra os direitos legais do povo brasileiro .
Sem generalizar e com raras exceções , nunca vi um político votar algo a favor do povo nos últimos 55 anos .

Não somos contra a vacina e muito menos contra aqueles que já vacinaram. Pare , pense um pouco , naqueles que tiveram efeitos colaterais e hoje não estão mais entre nós ,ou vivem em grande dificuldade pelos danos da vacina . “ Imagine , se fosse alguém de sua família ...”

Sob alegação de cepas, variantes - pela classe de cientistas comandados por esses políticos, querem usar novas doses . Se duas doses não funcionaram, você acredita mesmo que funcionará a terceira, quarta ou quinta dose ? - Pura hipocrisia desses governantes mundiais...

Observe , quanto medo e pânico , a grande mídia sensacionalista causou a você , em seus lares , mostrando e falando todos os dias do Covid19 e das mortes . Não te deram nenhuma opção , a não ser , o milagre da vacinação - você não acha isso , muito estranho ?

Preste bem atenção em minhas palavras , somente para esclarecer : - o vírus existe ,e mata sim , se sentir segurança na vacinação , então , tome . No entanto, o número de mortes pelo Covid19 , apresentado é apenas 40% do total do que foi apresentado por órgãos mundiais e os 60% restante , o óbito foi por históricos de doenças já existentes nas vítimas .

“ As leis não podem dar poder absoluto para ninguém , nem ficar presa entre as partes envolvidas , senão há cooperativismo , oportunidade para crescer o crime organizado, e sobretudo, prevalece a injustiça . “

Finalmente, a população precisa se unir , no dia das eleições ,não votar mais naqueles que são contra vocês .
Deus abençoe a todos !

Prof. Jucelino Nobrega da Luz - Pesquisador , influenciador ,ativista e orientador espiritual

www.jucelinodaluz.com.br


JNL - JAPAN (jucelino.daluz.nom.br)

 

 




 

 

 

 

 

 

Services House Hotel

Book Selling

Online and by letter customer service

Power-up operation

Public Lectures

With privacy and the concern to make your stay as good as possible. More info here.

 Contact Us

Adress mail box 54
Contact us, we would love to know and help you!

Endereço caixa postal 54

Águas de Lindóia - SP

+55 (11) 97445-7077

jucelinoluz44@gmail.com

Atendimento via carta ou e-mail